A selva amazônica selvagem e indomada é o lar de golfinhos cor de rosa, sucuris verdes, crocodilos e jacarés. As tribos são tão desregradas e indomáveis ​​quanto seu ambiente vasto, exuberante e cheio de vegetação. O rio Amazonas tem 6.575 km (4.086 milhas) de extensão e atravessa vários países e comunidades na América do Sul.

As Tribos Amazônicas Precisam de Jesus.

Infelizmente, muitas comunidades indígenas na Amazônia não têm os mesmos valores morais que os cristãos. Em muitas dessas comunidades, as crianças são abusadas porque onde elas estão a vida humana não é valorizada. É de partir o coração que a vida de uma criança inocente não seja valorizada, mas para alguns povos da Amazônia isso é normal. Em Marcos 10 versículo 14 é claro ver o amor que Jesus tem pelas crianças, “Ele lhes disse: Deixai que as criancinhas venham a mim, e não os impeçais, porque o reino de Deus pertence a tais”.

Muitas das tribos amazônicas possuem xamãs que possuem amplo conhecimento sobre as plantas e animais da região. O xamã frequentemente se comunica com espíritos e expõe as tribos à escuridão. É por isso que é tão importante alcançar essas tribos com o Evangelho e ganhar suas almas para Jesus.

Custe o que Custar!

O ar quente e úmido da selva nunca vai roubar a alegria nem matar a empolgação de quem traz as Boas Novas. Apesar do calor insuportável e dos mosquitos com excesso de peso; Deus também está presente na Amazônia.

Depois de anos de oração e preparação, finalmente foi possível para os Harvesters começarem a treinar pastores na Amazônia há dois anos.

A única maneira de alcançar esses grupos indígenas é voando em um pequeno avião de 8 lugares e, em seguida, viajando o resto do caminho por barco. Demora alguns dias apenas para chegar à primeira comunidade. Podem-se ver algumas coisas interessantes e comer pratos muito estranhos nessas viagens.

Bodó é um tipo de bagre comedor de lama, cabeça-dura, preto, lábios grossos, olhos enviesados, bagre escorregadio e um favorito entre as tribos amazônicas! Nós fomos servidos sopa de peixe, ovos de peixe e carne de peixe durante nossa última viagem. Eles nos observaram cuidadosamente enquanto comíamos o peixe, como fazem os missionários corajosos e culturalmente sensíveis. Eles orgulhosamente anunciaram: “Agora vocês fazem parte de nós – são verdadeiramente amazônicos”. Fingimos um sorriso quando um último ovo de peixe encontrou seu caminho escorregadio em nossas gargantas.

Testemunhos da Selva

Durante uma recente visita à Amazônia, uma animada pastora, Sadia, estava em chamas. Ela se certificou de que entendeu toda a “mecânica” de como plantar uma igreja e lá foi ela … e plantou uma igreja – mesmo antes de terminar o treinamento.

A Sadia não pode fazer isso sozinha! Ela está atualmente treinando pastores estudantes e seus dons estão tornando isso possível. A Sadia é da vila de Santo Antônio do Içá que está se expandindo muito rapidamente e há uma grande necessidade do Evangelho.

O Reino de Deus está crescendo na Amazônia

Desde a primeira sessão de treinamento, há dois anos, 423 igrejas foram plantadas somente no Brasil e mais de 170 pastores receberam treinamento. Muitos desses pastores alcançam a Amazônia. Eles são apaixonados por ganhar almas para Jesus. Doações generosas de doadores como você tornaram possível treinar estes pastores em Evangelismo, Discipulado e Plantação de Igrejas.

Outra vitória foi quando foi possível distribuir a Palavra de Deus no meio da selva. A maioria dos novos crentes nas tribos amazônicas não possui uma Bíblia e não tem como comprar uma. Seus dons possibilitaram levar a Palavra de Deus a algumas das aldeias mais remotas às margens do poderoso rio Amazonas. A Palavra de Deus não entra simplesmente em uma comunidade, ela transforma uma comunidade.

As portas que o Senhor abriu na Amazônia nos lembram da promessa de Deus em Isaías 43:19 “Veja, estou fazendo uma coisa nova! Que está saindo à luz; você não percebe isso? Estou abrindo caminho no deserto e riachos no ermo. ”